«

»

dez 25 2011

Imprimir Post

Túnnel GRE

Olá a todos. O SmartRouter tem suporte a túneis GRE, afinal, o que é isso? Bem GRE é um protocolo de tunelamento desenvolvido originalmente pela Cisco, que faz um roteamento entre redes pela internet. Um pouco menos completo que tuneis criados pela VPN, podemos fazer uso desse módulo GRE para túneis de redes através da internet.

Cenário.

Antes de mais nada devemos criar um cenário para criar o nosso exemplo, o qual podemos citar:

REDE A – 10.0.0.0/24 e o gateway tem uma interface local 10.0.0.1 e na internet com o ip 172.10.11.12
REDE B – 192.168.0.0/24 e o gateway tem uma interface local 192.168.0.1 e na internet com o IP 172.22.33.44

Podemos fazer a interligação do túnel entre as redes A e B através de distro linux quaisquer que tenham o suporte ao módulo GRE. Vamos supor que em ambas as “pontas” tenhamos o sistema SmartRouter para generalizar. Na ponta da rede A podemos inserir a seguinte configuração:

ip tunnel add redeb mode gre remote 172.10.11.12 local 172.22.33.44 ttl 255

Nessa configuração acima nós criemos uma interface de rede chamada “redeb”. Agora devemos setar um ip para essa interface e também levantar a placa. como exemplo eu vou criar um ip na faixa /30 para comunicar entre as redes, e adicionar uma rota para a interface redeb.

ip addr add 10.0.2.1/30 dev redeb
ip link set redeb up
ip route add 192.168.0.0/24 dev redeb

Pronto, a rede A esta configurada para comunicar com a rede B, entretanto devemos fazer os mesmos passos para a rede B e comunicar com a rede A.

ip tunnel add redea mode gre remote 172.22.33.44 local 172.10.11.12 ttl 255
ip addr add 10.0.2.2/30 dev redea
ip link set redea up
ip route add 10.10.0.0/24 dev redea

Pronto! Temos ambas as redes configuradas devidamente para a comunicação, para os testes somente execute simples “pings” e visualize o resultado. Porém quando você reiniciar o seu SmartRouter, as configurações serão apagadas. Para “mante-las”, adicione tais comando no arquivo /etc/rc.local e depois execute o comando “backup fast_bkp” em seu sistema para gravar as alterações.

Podemos visualizar a configurações do tunnel pelo comando, onde <dev> é o nome da interface, seja “redea” ou “redeb” para cada caso:

ip tunnel show <dev>

Para excluir o tunnel

ip tunnel delete <dev>

E para alterar (deve existir os mesmos parâmetros que na hora da criação):

ip tunnel change <dev> ...

E é isso aí pessoal, um túnnel totalmente configurado e funcional no sistema SmartRouter.

Abraços

Sobre o autor

fabiosammy

fabiosammy

Graduando pelo curso de Ciência da Computação na Unicentro. Cativado pela área de redes de computadores, música e ambientes UNIX.

Link permanente para este artigo: http://www.smartrouter.com.br/press/2011/12/25/tunnel-gre/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *